Postagens populares

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

BIOGRAFIA DE NEVES MARIA MARQUES


                Biografia                       

Neves Maria Marques nasceu no estado de Pernambuco, numa pequena cidade do agreste chamada Garanhuns cidade das flores. É a décima terceira filha do casal de negociantes Alfredo Marques e Josefa Maria.
        
Logo cedo seus pais mudaram para Recife (capital), onde ela morou até os 17 anos de idade. Desde 1973, fixou residência na cidade de Vicente de Carvalho distrito do Guarujá. É mãe de duas filhas, que prestigiam com admiração seu trabalho literário como poeta e escritora.

        Atualmente, é funcionária pública recepcionista concursada. Trabalha no Paço Municipal do Guarujá.

Maria das Neves Marques de Araújo, mas, é conhecida no mundo literário como: Neves Maria Marques. Aos quinze anos ela escreveu seu primeiro livro de romance, mas não chegou a publicá-lo.

Em 2003 começou a divulgar seu trabalho literário. Foi colunista dos principais jornais da cidade do Guarujá, com poesias e crônicas. Tudo por entretenimento, mas logo conquistou muitos leitores, que mais tarde  eles solicitavam-na para escrever romance. Levou tão a sério a Literatura que naquele mesmo ano, concluiu o romance autobiográfico: AS PLUMAS QUE O VENTO LEVOU... Que teve ampla aceitação do público adulto, e adolescente.

Em 2006 lançou seu segundo livro de romance (biográfico) com o título: O PREÇO DE UMA VIDA. Agora em 2012 lançará o terceiro: UM AMOR NUMA ILHA.


domingo, 9 de setembro de 2012


       CORINTIANO

  O Papagaio se chama Fred
Para as louras manda beijos do portão
Canta em francês, ele pinta o sete.
Gosta de carinho e de atenção.

Quando o time perde grita e xinga.
Ele fala palavras indecorosas
Assovia para a garota e diz: linda!
Manda - lhe um cartão, e rosas.

Desde que nasceu é corintiano
Honrado veste as cores da bandeira
Na copa vai de Asa a cada quatro anos
Volta sorrindo, não pendura a chuteira.



domingo, 2 de setembro de 2012


   VÍTIMA DESTE MUNDO

Na luta dos espermatozóides eu venci.
A vida é uma dádiva de Deus, uma glória...
Fui escolhido entre milhões e nasci
Agradeço a Deus essa vitória.

Fiquei nove meses no ventre escondido.
Ouvia tudo não era surdo nem mudo...
Pedia a paz, mas não foi concedido,
Eu não queria ser vítima deste mundo.

A vida é complexa não vivo por acaso.
Semeio amor vejo o campo florir
Na primavera sirvo de vaso,
Missões que sempre hei de cumprir.

Aqui enfrento luta e provação
Não sou tão bom nem tudo mereço
Recebo de acordo com minha ação
Na dor e na tristeza também cresço.