sábado, 11 de janeiro de 2014

UM GRANDE AMOR

         
Ela criou seus filhos honestamente
Cantava comida no lixo
Não tinha ajuda de parentes
Um grande amor nela era visto.

Dia das mães sem honra nem abraços
Um filho enviou um bilhete sem rosas:
-Irei partir não quero ser um fracasso
Como você, que não foi vitoriosa!

Palavras feriram seu coração
Vivia no asilo com idade avançada,
Chorava de saudade na solidão
Ninguém a visitava foi abandonada.

Dias passaram nasceu à esperança
Pedia a Deus para protegê-los...
Ficou despercebida sem importância,
Mas, antes de partir, queria revê-los.